Boscheanos protestam contra enrolação no acordo salarial e assédio moral

Já fazem duas semanas que trabalhadores não realizam hora-extra em protesto contra descaso da empresa com a negociação de 2013. Blog assediomoralnabosch tá no ar

Ação e reação! Contra a intransigência da Bosch em não querer antecipar o ínicio das negociações sobre a data base 2013 e em não querer discutir a definição das metas para a segunda parcela da PLR, os trabalhadores da Bosch não vão fazer horas-extras enquanto a situação não mudar.  A decisão pelo protesto foi definida em assembleia, em porta de fábrica, no último dia 14 de junho. Desse modo já são dois finais de semana (dia em que se realizam as horas-extras) que os trabalhadores ficam em casa em protesto contra esse descaso da empresa. E pra variar, como já é de costume na Bosch, a pressão e o assédio moral já começaram em cima do trabalhador.

Por isso, o blog www.assediomoralnabosch.com.br já está no ar para que toda a sociedade saiba o que acontece dentro da fábrica, com chefes tratando o trabalhador com total desrespeito, tudo com o consentimento da direção da empresa.

Segundo um trabalhador boscheano, que não quis se identificar, está na hora do boscheano exigir mais consideração da multinacional com seu trabalhador: “Tá todo mundo vendo o Brasil se levantando, indo pra rua contra a intransigência dos políticos. E nós aqui da Bosch devemos fazer o mesmo contra o descaso  da empresa. Nosso protesto vai ser ficar em casa até que Bosch demonstre consideração pela gente” disse.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado
Para preservar seu nome utilize um nome fictício
Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

10 respostas a Boscheanos protestam contra enrolação no acordo salarial e assédio moral

  1. antigoboscheanodesiludidopelacovardianabosch. disse:

    O que acontece na Bosch é uma vergonha. O diretor geral é um incompetente e covarde que se esconde atrás de uma gerência incompetente e ultrapassada. Se fala tanto em transparencia na Bosch mas é só falácia, porque transparencia passa longe da Bosch. Esse bonachão do sr. Daniel e sua corja de salteadores estão jogando o nome da empresa no esgoto. Somos motivo de piadas para os funcionários de outras empresas, não existe mais orgulho em falar que se trabalha na Bosch. Estão reduzindo o salário dos operadores e aumentando o salário da liderança, sem falar que sobram líderes na empresa, verdadeiros pesos mortos, que só aumentam os custos e a burrocracia na empresa. Tudo está piorando na Bosch, salários, convênios médico e odontológico, condições de trabalho e até a cesta de natal e os brinquedos são de baixíssima qualidade. Os velhinhos da Alemanha precisam olhar com mais carinho para Curitiba, pois nossa ridícula diretoria está acabando com a empresa. Se a Alemanha fizesse uma auditoria minuciosa na Bosch Curitiba, não sobraria pedra sobre pedra, muito tubarão seria desmascarado e perderia a mamata.

  2. A verdade nua e crua. disse:

    O sr. Daniel Korioth é uma figura patética. Assisti uma entrevista do diretor da Bosch no YouTube onde esse desastrado executivo dá palpites de como governar o Brasil. Ora, o sr. Daniel não tem competència nem para gerir uma empresa como a Bosch, como dar opinião sobre como comandar o Brasil?. Durante a gestão Korioth na Bosch temos visto aumento de reclamações dos clientes, alto índice de refugos, baixa autoestima dos funcionários, redução da renda do chão de fábrica em favor do aumento da renda de líderes, chefes, gerentes e diretores. E para piorar a situação esse diretor tupiniquim conseguiu prorrogar seu contrato por mais dois anos na Bosch Curitiba, deixando os boscheanos apreensivos e desconfiados do futuro na Bosch. 2014 deve ser o último ano desse troglodita aqui em Curitiba, mas pode haver centenas de demissões no próximo ano, já que alguns produtos deixarão de ser fabricados em Curitiba. Se esse diretor conseguisse prorrogar seu contrato por mais 2 anos seria o fim da Bosch Curitiba. Esperamos que seu sucessor repare a “cagada ” que o sr. Korioth fez arrume a fábrica eliminando cargos fantasiosos e regalias que existem em Curitiba entre as lideranças.

  3. LÍDER INDIGNADO disse:

    É impressionante como a Bosch não consegue enxergar o descontentamento dos funcionários. A maioria aceita o convite para fazer hora extra mas fica torcendo para o sindicato não deixar ninguém entrar. Como a Bosch quer construir um Centro de Excelência em Usinagem de Precisão na planta de Curitiba se a maioria dos funcionários está descontente com a empresa?. Grande parte dos meninos da escolinha da Bosch fica em média apenas 3 anos na empresa, vão para outras empresas, e para piorar a situação, muitos líderes, engenheiros e até gerentes se demitiram da empresa. Será que a alta liderança não está preocupada com esse clima negativo na empresa? Se não estiver, ou é irresponsabilidade ou incompetência, falta de visão. Triste realidade.

  4. BOSHISTA disse:

    POLICIA NA PÓRTA DE FABRICA. QUE RIDICULIO, ISSO É O DESESPERO DE UMA DIRETORIA FRACA DESPREPARADA E INCOMPETENTE, QUE NÃO VALORIZA SEUS FUNCIONARIOS . A DIRETORIA DA BOSH É UMA PIADA.

  5. TRICOLOR PARANISTA disse:

    A Bosch é uma empresa em decadência. Decadência de caráter, decência, transparência e respeito ao seus colaboradores. O diretor geral da Bosch, é peruano. O peruano é um povo humilde e trabalhador – posso dizer porque já trabalhei lá – mas é um povo submisso e sem voz e até a poucos anos era governado por um ditador, e esse diretor, não sei o nome, deve ser um ditador e pensa que o brasileiro é cordeirinho como é o peruano. Está na hora do boscheano reagir e dar um basta aos desmandos desse troglodita, homem das cavernas e seus asseclas que já estão mamando nas tetas da empresa a muitas décadas. Na empresa onde trabalho, uma empresa bem menor que a Bosch, já temos nosso acordo coletivo garantido, aumento real de 3,5%, abono e vale mercado, não sei quanto é o piso salarial da Bosch, mas não duvido se já não é menor que o nosso. Tenho muitos amigos boscheanos, inclusive líderes, e todos que conheço se dizem desgostosos com a Bosch. Tudo culpa da incompetência da diretoria.

  6. Betina disse:

    As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de dividir suas vidas com os outros. Elas são honestas nas atitudes, são sinceras e compassivas, e sempre dão por certo que o amor é parte de tudo. São as que têm a habilidade de se doar aos outros, e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos.
    Elas não têm medo de serem vulneráveis; elas acreditam que são únicas e têm orgulho em ser quem são. Assim é tu Alicate da Bosch, uma pessoa amiga, que esta ali a frente de tudo, para defender os amigos, os companheiros e trabalhadores, estamos contigo tenha certeza disso. Parabéns.

  7. jorandir ferreira (ALICATE DA BOSCH) disse:

    A responsabilidade social tanto falada na Bosch não sendo cumprida, pois não e possível que a direção não respeite a vontade da maioria dos trabalhadores, se tivéssemos perdido por um voto com certeza o sindicato não estaria na frente da empresa mais foram mais de 200 votos a favor da não hora extra onde chefias e Rh ajudaram a contar os votos. Agora incentivar os trabalhadores a confrontar com o sindicato ai é demais, tenho recebido varias informação de trabalhadores dizendo que o assedio moral esta muito forte internamente a direção esta pedindo para os trabalhadores virem de ônibus que a policia vai garantir a entrada deles? para entrarem pelo barracão de embalagem 3 horas da madruga? fazer grupos e entrar com tudo? O chefe fala: se eu entrei porque você não entrou? infelizmente muitos trabalhadores estão afastados por causa desta maldita pressão, familias estão sofrendo com esta atitude tomada pela direção da empresa, trabalhadores estão apavorados internamente.

    • funcionário bosch disse:

      Isso tudo é verdade, BOSCH não respeita nada e ninguém ,devemos todos ficar em casa ,todos os sábados e não fazer jogo da empresa.O povo está nas ruas protestando, conseguiram várias coisas, VAMOS FAZER NOSSO PROTESTO NA BOSCH TAMBÉM, MOSTRAR QUE SOMOS CAPAZES DE VIRAR O JOGO, UNIDOS TEMOS FORÇA, ACORDA FUNCIONÁRIOS BOSCH, SÓ DEPENDE DE NÓS!!!!!!!

    • mari disse:

      na segunda feira começou a pressão, chega o lti com a prancheta em mãos dizendo assim: vem sábado? é desse jeito, eles não querem saber se vc pode, ou quer, eles impõe. Como questionar com um NÃO? sem contar as reuniões ” sábado é hora extra “normal” não venham de carro, vamos fazer um grupo e se reunir na frente da empresa para entrar trabalhar. ( Trecho gravado durante a reunião) Cadê a empresa que preza a integridade física do funcionário? isso cabe um processo pra cima desse Lti e pra cima da empresa. garantem que terá policiamento impedindo os sindicalistas de pararem os onibus na entrada da fábrica, somos bandidos? Sem contar outro tipo de assédio com as mulheres. Esquecem que também temos famílias, filhos, esposa e uma vida social.

      • tereeeeereeree disse:

        sem falar que tinha parado essa lisitnha de hora extra era só perguntado se vinha ou não agora já tem lista com nome de quem vem e quem não vem também,estranho que tem seção que nem tem necessidade de hora extra e estão convocando assim mesmo.claro que primeiro aquela pressãozinha básica.Estão querendo que a galera pressione para entrar para HORA EXTRA vê se tem graça uma coisa dessa.pra ajudar tem funcionário aceitando vir na extra só pra agradar a chefia depois ficam falando pelos cantos. vou vir mais é certeza que o sindicato não vai deixar entrar tirando responsabilidade se si e passando para o sindicato.A pergunta é será que algum dia a galera da Bosch vai cair na real,que se ñ se unirmos nunca vamos conseguir nada.