59 dias de protesto na Bosch/Curitiba: Trabalhadores americanos enviam carta de apoio à trabalhador demitido ilegalmente

Metalúrgico esta acampado em frente à fábrica desde o dia 10 de março para protestar contra o assédio moral e práticas antissindicais da multinacional alemã

Trabalhador está acampado desde do dia 10 de março

O protesto do trabalhador Cristiano Pereira contra o assédio moral e  práticas antissindicais da Bosch/Curitiba completa hoje 59 dias. Ele está acampado em frente à fábrica desde o dia 10 de março, em protesto por ter sido demitido após cobrar melhores condições de trabalho. Segundo Cristiano, os trabalhadores estavam sobrecarregados, tendo que operar sozinhos de três a quatro máquinas. Além disso, a Bosch estaria perseguindo dirigentes sindicais e cipeiros como retaliação às cobranças.

Americanos enviam carta de apoio
Os americanos da UAW, Sindicato nacional dos Estados Unidos, enviou carta de apoio à luta do trabalhador e manifestando preocupação com a atitude da administração da fábrica da Bosch Curitiba em tentar retaliar e interferir no trabalho dos dirigente sindicais e cipeiros visando intimidar a luta por melhores condições de trabalho (leia a carta abaixo).

Em março, representantes da UAW estiveram no acampamento para conhecer de perto a situação do trabalhador demitido.

Outra instituição internacional que também manifestou preocupação com a situação do trabalhador foi a IndustriALL Global Union,  que representa cerca de 50 milhões de trabalhadores no mundo. A industrial está entrando em contato com os Sindicatos alemães e a diretoria da sede mundial da Bosch, na Alemanha.

O Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba já denunciou a Bosch ao Ministério Público do Trabalho.

Confira a Carta da UAW
Prezados Trabalhadores da Robert Bosch Curitiba:

Nós estamos escrevendo como companheiros trabalhadores da Bosch/EUA e como líderes sindicais para expressar a nossa solidariedade durante essa fase difícil na sua planta de Curitiba. Nós entendemos que vocês apenas estão pedindo para que a supervisão da fábrica reconheça seus direitos básicos como membro do sindicato e trabalhadores. Seja nos Estados Unidos ou no Brasil, os trabalhadores da Bosch merecem respeito, segurança e voz ativa dentro do ambiente de trabalho.

Nós, membros do Sindicato Internacional dos Trabalhadores dos Setores, Automobilístico, Aeroespacial e de Implementos Agrícolas dos Estados Unidos – UAW, representamos os trabalhadores da Bosch através da Seção Sindical Local 167 e da Seção Sindical Local 383. Nossas seções sindicais fazem parte da Região 1 D do UAW, situada no estado do Michigan. O UAW valoriza muito a nossa relação com o seu sindicato, SMC Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, e com a CNTM/ Força Sindical. Enquanto estiveram no Brasil para intercâmbio de informações em organização sindical e negociação coletiva, representantes do UAW estiveram com sindicalistas da Bosch ao lado de fora da planta. Eles nos contaram todos os detalhes da atual situação.

Foi trazido à nossa atenção que Cristiano Pereira, um representante sindical eleito por seus companheiros de trabalho, foi recentemente demitido e está acampado em protesto ao lado de fora da fábrica. De acordo com o que o seu sindicato nos passou, o Cristiano é um dedicado defensor pela saúde e segurança no ambiente de trabalho e sua demissão é um ato de retaliação por esses esforços. Há também informações que muito nos preocupam sobre a interferência da administração da fábrica com a votação na ratificação de acordos coletivos e outras quebras nas relações trabalhistas.

Todos os trabalhadores da Bosch deveriam ter um trabalho digno e recompensador. O Sindicato existe para juntamente com a gestão da fábrica chegar a este objetivo, e defender os interesses das trabalhadoras e dos trabalhadores. Recebam nosso total apoio e nossos melhores desejos de que se tenha uma resolução rápida.

Em Solidariedade,

Adam Underhill – Presidente Seção Local 167

Mark Prillwitz – Presidente Seção Local 383

Jeff Fischer – Diretor Executivo Seção Local 167

Gerald Kariem – Diretor da Região 1 D do UAW

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado
Para preservar seu nome utilize um nome fictício
Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>