Metalúrgico da Bosch completa amanhã 80 dias em protesto contra assédio moral

Trabalhador está acampado em frente à empresa desde o dia 11 de março. Protesto já é o maior da história da unidade da Bosch Curitiba

Trabalhador está acampado em frente à fábrica desde o dia 11 de março

80 dias de resistência para protestar contra o assédio moral na Bosch. Amanhã, o metalúrgico Cristiano Pereira completa todo esse tempo acampado em frente à empresa em protesto contra sua demissão por ter cobrado melhorias no ambiente de trabalho. Ele denunciou que havia trabalhadores tendo de operar de três a quatro máquinas sozinhos e foi demitido por isso como retaliação. Além disso, Além disso, a Bosch estaria perseguindo dirigentes sindicais e cipeiros visando tentar intimidar os trabalhadores.


No último dia 13 de maio, em audiência na Justiça do Trabalho, a Bosch foi questionada pelo juiz sobre o aumento do número de processos de trabalhadores contra a empresa  ultimamente.

“Machões de cozinha”
A empresa continua utilizando a chefia e o administrativo para assediar os trabalhadores do chão de fábrica através das redes sociais e mensagens de celular. Trabalhadores denunciaram que  a chefia tem pressionando para que entrem em confronto com o Sindicato. Mensagens com esse teor foram encaminhadas ao Sindicato que já está tomando as providências cabíveis junto à justiça.  Nelas, os trabalhadores são constrangidos a estar na porta de fábrica para “irem para cima do Sindicato”, conforme uma das mensagens.

Segundo um trabalhador, que não quis se identificar, a chefia tem pressionado muito. “Eles falam pra gente ir lá afrontar o sindicato, mas eles mesmos não tem coragem para isso. São uns machões de cozinha. Está bem difícil”, diz o metalúrgico.

Outro trabalhador que também não quis se identificar denuncia que “estão nos empurrando um abaixo assinado para tirar o sindicato da frente da Bosch! Estamos sendo coagidos a assinar! Mas no regulamento interno, a bosch proíbe abaixo assinados em sua planta”, questiona.

“Morri na Bosch”
O Sindicato produzido vídeos com os trabalhadores da Bosch, vítimas de assédio moral. São relatos impactantes onde é mostrado como a empresa age quando trata com os trabalhadores. Clique aqui e ouça um relato de um trabalhador que, mesmo após dez anos de  sua demissão ainda sente os efeitos do Assédio Moral sofrido na Bosch.

Entidades repudiam atitude da Bosch
Diversas organizações  sindicais e de defesa dos direitos dos trabalhadores já emitiram notas de repúdio contra as práticas antissindicais e contra o direito à liberdade de organização dos trabalhadores, previstos na Constituição Federal.

Sofre assédio moral? Denuncie!
Se você, trabalhador, sofre ou presenciou casos de assédio moral, pressão, humilhações, ameaças ou perseguições na Bosch. Não se tenha medo, procure o Sindicato ou acesse o blog www.ssediomoralnabosch.com.br e faça sua denuncia de forma anônima.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado
Para preservar seu nome utilize um nome fictício
Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>